Deputados querem aprovar emenda que perdoa dívidas deles mesmos, avaliadas em R$ 3 bilhões


Quase todos os deputados que assinaram a emenda têm dívidas tributárias ou foram financiados por empresas que têm

Parlamentares que devem à União R$ 3 bilhões em tributos inscritos na dívida ativa tentam se beneficiar com o perdão dos débitos em uma negociação para instituiu o PRT (Programa de Regularização Tributária), uma nova regra de parcelamento com a Receita Federal.

O projeto de conversão da MP em lei deve ser concluído até meados de maio e está sob a relatoria do deputado Newton Cardoso Júnior (PMDB-MG). O parlamentar acumula débitos de R$ 67,8 milhões em nome de suas empresas.

O deputado afirmou que seu relatório está pronto e deve ser apresentado nesta terça-feira (25). Deputados e senadores submeteram ao relator 376 emendas ao texto enviado pelo Executivo.


Quase metade delas partiu de parlamentares devedores. Outra parcela (37%) foi apresentada por congressistas que se elegeram com doação de empresas inscritas na dívida ativa da União.

A Folha fez um levantamento da dívida total de deputados e senadores com dados fornecidos pela Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional por meio da Lei de Acesso à Informação. Na Câmara, 291 deputados devem R$ 1 bilhão em nome próprio, de empresas controladas por eles ou de que são sócios.

Também entram nessa conta companhias, fundações ou agremiações em que os parlamentares aparecem como corresponsáveis.

A maior parte dessas dívidas (R$ 724,6 milhões) está nas empresas controladas por um grupo de 190 deputados, ou 37% da Câmara.

No Senado, os débitos seriam menores não fosse a pendência do senador Zezé Perrella (PMDB-MG), que aparece como corresponsável por uma dívida de R$ 1,7 bilhão em nome do Frigorífico Cristal, envolvido em um esquema de sonegação fiscal.

Incluindo esse débito, o montante devido por 46 senadores (mais da metade do total de senadores) totaliza cerca de R$ 2 bilhões.

"Parlamentares devedores foram eleitos por empresas devedoras, que só usam os programas de refinanciamento para continuar não pagando imposto", disse o coordenador-geral da dívida ativa da União, Daniel de Saboia.

Ele argumenta que os benefícios de anistia aos devedores beneficia um número pequeno de grandes empresas. "São justamente aquelas que apareceram no noticiário envolvidas nas investigações da Polícia Federal. Elas estão na Lava Jato, na Carne Fraca, na Recall, na Saqueador, na Acrônimo."

http://www.plantaobrasil.net/news.asp?nID=97255

Campanha de vacinação contra gripe começa nesta segunda


Campanha vai até 26 de maio. Professores da rede pública e privada entraram para o público alvo. 

 

Começa nesta segunda-feira (17) a Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza. A campanha vai até 26 de maio, e o dia de mobilização nacional está marcado para o dia 13.
A meta é vacinar 54,2 milhões de pessoas em todo o país. Este ano, a novidade da campanha é a inclusão dos professores da rede pública e privada no público alvo, com direito a receber a imunização gratuitamente no SUS.
A contraindicação é para quem tem alergia severa a ovo.

Veja quem recebe a vacina pelo SUS

  • Crianças de 6 meses a menores que 5 anos (quatro anos, 11 meses e 29 dias)
  • Gestantes
  • Puérperas (mulheres que estão no período de até 45 dias após o parto)
  • Idosos (a partir de 60 anos)
  • Profissionais da saúde
  • Povos indígenas
  • Pessoas privadas de liberdade e funcionários do sistema prisional
  • Portadores de doenças crônicas e outras doenças que comprometam a imunidade
  • Professores de escolas públicas ou privadas

Três subtipos

A vacina disponível no SUS protege contra os três subtipos do vírus da gripe que mais circularam no país: A/H1N1; A/H3N2 e influenza B.
Segundo o ministério da Saúde, 60 milhões de doses de vacinas foram adquiridas, das quais 21,1 milhões de doses já foram distribuídas aos estados.
Os grupos prioritários devem se vacinar todos os anos, já que a imunidade contra os vírus cai progressivamente. Além disso, o vírus da gripe passa por mutações frequentes.

Temer diz que não fará 'acordão' com ex-presidentes sobre a Lava Jato


Presidente foi questionado, em entrevista à Rádio Jovem Pan, se haveria acordo com Lula e FHC para frear a operação e os efeitos na classe política. 

 

O presidente Michel Temer negou nesta segunda-feira (17) que tenha conversado com os ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva para costurar um pacto para conter danos da operação Lava Jato.
Temer falou sobre o tema em entrevista à rádio Jovem Pan nesta manhã. Perguntado se haveria algum "acordão" com os ex-presidentes, e se o trio já se reuniu para conversar sobre conter os efeitos das investigações, Temer disse que uma negociação nesse tipo seria "absolutamente inviável".
"Fazer um acordão para solucionar os problemas que hoje estão entregues ao Judiciário, ao Ministério Público e acabar com o que está aí é absolutamente inviável. Eu não participo, não promovo e jamais fui questionado ou perguntado a respeito disso, se toparia fazer uma coisa dessa natureza", declarou.
Temer afirmou que encontrou-se com Lula em fevereiro para prestar solidariedade pela internação da mulher do ex-presidente, Marisa Letícia, que morreu um dia depois da visita do peemedebista. Na ocasião, o ex-presidente pediu a ele uma conversa para tratar de reforma política.
"[Na época], ele disse que teríamos de conversar sobre reforma política", disse Temer.
"Se num dado momento disserem 'olha Temer, você passou 24 anos no parlamento, o presidente Fernando Henrique não sei quantos anos, Lula igualmente, vocês não querem trabalhar um pouco na hipótese de uma reforma política?', aí quem sabe [eu participe]. Mas apenas sobre esse tópico, não sobre isso que está acontecendo", completou o presidente.
O presidente também descartou a possibilidade de convocar uma Assembleia Constituinte para tratar da reforma política. Ele apontou a demora para o começo dos trabalhos como o principal problema e afirmou que a Lava Jato só é possível graças a constituição atual, de 1988.
"Você sabe que uma [Assembleia] Constituinte se dá quando há uma ruptura com o texto constitucional. Você tem de fazer eleição. Depois, aguardar os trabalhos. Então você veja o tumulto que nós nos envolveríamos no momento em que as instituições estão funcionando normalmente", disse.
No domingo (16), o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso usou o Facebook para negar qualquer articulação com Temer e Lula. “Não participei e não participo de qualquer articulação com o presidente Temer e com o ex-presidente Lula para estancar ou amortecer os efeitos das investigações da operação Lava Jato. Qualquer informação ou insinuação em contrário é mentirosa”, escreveu.
No texto, o ex-presidente defendeu diálogo” entre o “mundo político” e a sociedade para evitar o que chamou de “desmoronamento da ordem político-partidária”. “Diante do desmoronamento da ordem político-partidária e das distorções do sistema eleitoral, é urgente um diálogo envolvendo o mundo político e a sociedade. O diálogo em torno do interesse nacional é o oposto de conchavos. Deve ser feito às claras com o propósito de refundar as bases morais da política”, afirmou FHC.

Ministros investigados

Temer também admitiu ser provável que ministros atualmente implicados na Lava Jato peçam para deixar o cargo no governo com o avanço das investigações. "É muito provável que alguns ministros fiquem desconfortáveis e digam que não podem continuar", afirmou.
Apesar disso, o presidente declarou que só afastará do cargo ministros alvos de denúncia do Ministério Público. "Eu não vou colocar para fora, não vou demitir, exonerar simplesmente quando alguém falou de outro. Quando houver provas robustas é quando eu vou tomar providências."
Divulgada na última semana, a lista de novos investigados na operação inclui oito ministros do governo Temer, deputados, senadores e governadores. A abertura de inquéritos foi autorizada pelo relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Edson Fachin com base nas delações de executivos e ex-executivos da Odebrecht.
Os ministros investigados são: Eliseu Padilha (PMDB), da Casa Civil; Moreira Franco (PMDB), da Secretaria-Geral da Presidência da República; Gilberto Kassab (PSD), da Ciência e Tecnologia; Helder Barbalho (PMDB), da Integração Nacional; Aloysio Nunes (PSDB), das Relações Exteriores; Blairo Maggi (PP), da Agricultura; Bruno Araújo (PSDB), das Cidades; e Marcos Pereira (PRB), da Indústria, Comércio Exterior e Serviços.

Pernambuco registrou mais de 1.600 assassinatos só este ano


Pernambuco registrou só este ano 1.650 assassinatos, crescimento de mais de 35% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram contabilizadas 1.181 mortes.
A informação foi dada neste domingo (16) pelo líder da Oposição na Assembleia Legislativa, deputado Sílvio Costa Filho (PRB), com base em dados oficiais.
Segundo ele, “nos próximos dias a Secretaria de Defesa Social deve apresentar o balanço da criminalidade do mês de março, que, segundo dados disponíveis no próprio site da Secretaria, bateu novo recorde como o mês mais violento de todo o ‘Pacto pela Vida’, com 548 mortes, o que representa uma média de 17,7 crimes por dia.
Dados da SDS revelam que entre janeiro e março deste ano foram cometidos 1.522 crimes violentos letais intencionais em Pernambuco – além de 130 nos 10 primeiros dias do mês de abril.
Em relação aos crimes contra o patrimônio, que inclui roubos e assaltos, foram registradas 10.321 ocorrências no mês passado, elevando a conta no ano para 31.570.
“Os números representam uma média de um caso de roubo ou assalto a cada quatro minutos”, disse o líder da Oposição.
“Entra secretário, sai secretário; entra comandante, sai comandante e a violência continua aumentando em Pernambuco. Há seis meses no cargo, o secretário Angelo Gioia (Defesa Social) não conseguiu reduzir os índices de criminalidade. Muito pelo contrário, sob o seu comando a SDS registrou mais de 2.900 assassinatos em Pernambuco, uma média de quase 500 mortes por mês”, acrescentou.

Mulher agredida com paulada na cabeça pelo próprio filho falece neste domingo de Páscoa em hospital no Recife



Embriagado, filho agrediu a própria mãe na última quarta-feira (12) apenas porque ela demorou a servir seu almoço

Imagem: Google Imagens/Reprodução

MONSTRUOSIDADE
– Uma senhora de aproximadamente 50 anos, moradora do sítio Serra Verde, na zona rural de Casinhas, faleceu na madrugada deste domingo de Páscoa, 16, no Hospital da Restauração, em Recife. Gerlúcia Barbosa de Lima foi agredida com uma forte paulada na cabeça pelo próprio filho na última quarta-feira (12). Segundo informações de populares, o filho agressor, conhecido apenas como "Dé", teria chegado em casa embriagado e bastante agressivo, exigindo que a sua genitora servisse rápido o almoço. A mãe reclamou e o filho começou a agredi-la com pauladas até ela desmaiar.

Ela foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) de Casinhas até o Hospital São Luiz, em Surubim, mas, devido à gravidade dos ferimentos, precisou ser transferida para o Hospital da Restauração, na capital pernambucana. A polícia de Casinhas segue no encalço do filho da vítima, que está foragido. A informação é do comunicador Jota Santos, da Rádio Surubim AM.

REVOLTA – Internautas manifestaram grande revolta pelo crime nas redes sociais. Em sua página no Facebook, Ejane Aguiar lamentou: "Uma mãe passa nove meses com um filho na barriga, aguenta todos os desconfortos da gravidez com muito amor, e quando o filho nasce ela muitas vezes deixa de comer para alimentá-lo. Mas quando o mesmo cresce, ao invés de reconhecer tudo isso, acaba tirando a vida da própria mãe". Já Edna Almeida postou: “Lamentável esta situação que infelizmente está acontecendo em nossos dias. Onde está o amor ao próximo? Devemos cuidar e honrar aquela que um dia arriscou a vida para nos trazer ao mundo". "Justiça! Isso não se faz, principalmente com uma mãe honesta e trabalhadeira", comentou Rosicleide Cleide.

SEPULTAMENTO – O corpo de Dona Gerlúcia, que era tia da ex-candidata a vereadora e atual coordenadora do Bolsa Família de Casinhas, Ceça de Serra Verde, será velado em sua residência, no sítio Serra Verde, e o sepultamento será na manhã desta segunda-feira (17), a partir das 9h, no Cemitério de Casinhas.07:43 17/04/2017

 Da REDAÇÃO, com JOTA SANTOSBlog Mais Casinhas

Polícia Rodoviária Federal apreende 26 motos irregulares em Toritama




Na manhã deste sábado (15) a Polícia Rodoviária Federal (PRF) realizou uma blitz às margens da BR-104, em frente ao Parque das Feiras de Toritama. A ação teve como objetivo coibir irregularidades no uso de motos e evitar acidentes causados pela imprudência na condução dos veículos.
No total, 26 motocicletas foram apreendidas, entre as irregularidades estavam a falta da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), o não uso do capacete, o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) atrasado, a ausência de retrovisores, dentre outras.
Os motociclistas foram autuados por infrações médias e gravíssimas, que variam de R$130,16 a R$ 880,41. Os veículos foram encaminhados ao pátio localizado em Caruaru e serão liberados após a devida regularização.
A operação contou também com o apoio do Grupo de Motociclismo da PRF.
.
Com informações do G1/Caruaru e região.

Raio mata duas pessoas e fere cerca de 20 em Russas, no Ceará


Familiares e amigos tomavam banho em açude na zona rural da cidade durante chuva com raios.

 

Duas pessoas morreram e outras cerca de 20 ficaram feridas atingidas por um raio na zona rural de Russas, no interior do Ceará, na tarde desta sexta-feira (14). De acordo com o sargento da Polícia Militar Jean Carlo, que participou da ocorrência, testemunhas relataram que as pessoas tomavam banho em um açude na fazenda Capecé, no assentamento Bernardo Marinho 2, enquanto chovia.
"Foi uma chuva com muitos raios e trovões. As pessoas feridas disseram que tomaram grandes sustos com os trovões e que uma hora foram atingidas", afirma o policial. Ainda segundo Jean Carlo, os sobreviventes relataram dores nos membros e nas costas, mas a maioria deles passa bem.
"Com exceção das duas vítimas, não houve gravidade com as outras pessoas. Algumas delas foram atendidas em ambulâncias e outras receberam assistência só dos familiares mesmo", diz o sargento da PM.
Morreram Francisca Lourenço dos Santos, de 56 anos, e a criança João Victor Manoel da Silva, nascida em 2009. As vítimas são sobrinho e tia.
De acordo com o site de monitoramento da Enel, a cidade de Russas registrou nesta sexta-feira 38 raios. A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) anotou uma chuva leve no município, de 11 milímetros.
Cuidados durante a tempestade
Alguns cuidados podem evitar acidentes com raios durante tempestade. Confira algumas dicas.
Dentro de casa: evitar o uso do celular, secador de cabelo e ferro elétrico conectados à tomada. Evitar uso de chuveiro ou torneira elétrica. Evitar consertos de instalações elétricas e se possível, permanecer dentro de casa enquanto a tempestade durar.
Fora de casa: evitar contato com objetos metálicos, como cercas de arame, tubos metálicos e principalmente linhas telefônicas ou elétricas. Evitar estar em locais como campos abertos, piscinas, lagos, praias, árvores isoladas, postes e locais elevados.